Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 8:16 PM UTC, Sep 23, 2021

V Dia da Família Capuchinha

V Dia da Família Capuchinha

3 de julho de 2021

Como a cada ano, temo sum encontro nos primeiros dias de julho... trata-se de uma data que nos recorda a aprovação pontifícia da nascente Reforma capuchinha em 1528 (com a bula “Religionis Zelus”), quando teve início da nossa família espiritual.

Como todo ano, não é apenas um olhar à história... Hoje, queremos celebrar, em comunhão com os nossos irmãos e irmãs, esta rede de relações espirituais que chamamos de Família, e que vai mais além dos frades presentes em 110 nações.

Primeiramente, unimo-nos às nossas irmãs contemplativas: as Clarissas Capuchinhas, as Clarissas Capuchinhas Sacramentárias, as Capuchinhas da Terceira Ordem de São Francisco e as Clarissas da Adoração Perpétua, que diariamente oferecem a sua oração e dedicação em benefício de toda a família.

De modo particular, entramos em comunhão com todos os nossos irmãos e irmãs que são membros dos Institutos de Vida Consagrada agregados à nossa Ordem, tantas vezes fundados ou acompanhados por frades capuchinhos na origem e na história... Temos sido companheiros de missão e evangelização, em tantos lugares... temos compartilhado a santidade e o martírio que selam a nossa comum união.

E reconhecemos também os vínculos espirituais que temos com tantas instituições e associações laicais que têm sua origem e com os frades capuchinhos: jovens, adultos, famílias, grupos de oração, obras sociais, organizações de promoção humana, serviços de apoio missionário, voluntariado, escolas, hospitais, etc. Tantos que se sentem autenticamente capuchinhos vivendo e servindo como leigos com uma especial identidade e espiritualidade: a eles, o nosso reconhecimento e a nossa gratidão.

As consequências dolorosas e prolongadas da pandemia ainda se fazem sentir, e ainda não é aconselhável promover encontros face a face... Mas certamente a comunhão tem uma frequência mais profunda: nesta celebração, não faltarão a oração comum e os sinais de proximidade fraterna.

Eis o que lhes propomos neste V Dia:

  • Rezar e promover a oração pela Família Capuchinha;
  • Difundir o significado desta Conferência nos meios de comunicação: (redes sociais, mensagens, sites, cartas, publicações, etc.);
  • Fazer um gesto de proximidade entre os membros da família capuchinha de sua região ou cidade;
  • Aprofundar o conhecimento de duas grandes figuras da nossa família, duas mulheres de grande estatura espiritual: a Bem-aventurada Maria Francisca Rubatto de Jesus, que logo será canonizada, fundadora das Irmãs Capuchinhas de Madre Rubatto, e a venerável Maria Lourença Longo, que será beatificada em 9 de outubro, fundadora das Clarissas Capuchinhas.

Em cada fraternidade, em cada convento e mosteiro, em cada missão e na nossa igreja, somos convidados a ser protagonistas deste Dia, alimentando o espírito de família, que nos faz crescer no amor pela nossa identidade e renova o nosso entusiasmo para pôr no centro o carisma a serviço do povo de Deus.

Fr. Leonardo Ariel González Ruilópez
Delegado do Ministro Geral
para as Irmãs Capuchinhas e
os Institutos agregados à Ordem.

Oração pelo Dia da Família Capuchinha

ACENDEI EM NÓS O FOGO

Ó Espírito Santo,
enchei os corações dos vossos fiéis
e acendei em nós aquele mesmo fogo,
que ardia no coração de Jesus,
enquanto ele falava do reino de Deus,
enquanto anunciava a todos a boa nova:
“Ao vosso Pai aprouve dar-vos o seu reino…
todos vós sois irmãos!”

Fazei que este fogo seja transmitido a nós,
como foi transmitido a Francisco e Clara,
como foi aceso nos primeiros capuchinhos,
como inflamaram de ardor os fundadores e as fundadoras
da nossa família espiritual.

Só vós, Espírito Santo,
podeis acendê-lo,
e a vós, portanto, voltamos a nossa fraqueza,
a nossa pobreza, o nosso coração apagado,
para que vós o reacendais com o calor,
com a santidade da vida, com a força do reino.

Dai-nos, Espírito Santo,
de modo novo, o Carisma
para ser acolhido em nossa vida concreta,
para pô-lo a serviço da Igreja,
para restitui-lo aos pobres, aos últimos.

Nós vos pedimos
pela intercessão de Maria, mãe de Jesus,
cheia de graça e comunhão,
modelo da Igreja servidora e fraterna. Amém.

(Adaptação de uma oração do Card. Carlo M. Martini)

Última modificação em Segunda, 28 Junho 2021 22:24