Ordo Fratrum Minorum Capuccinorum

Log in
updated 11:45 PM UTC, Jan 17, 2022

A “Festa do bairro de Talbiya” em Jerusalém

Jerusalém. Em outubro passado, dos dias 4 a 15, aconteceu a festa do bairro de Talbiya, em Jerusalém, onde moram os nossos Frades Capuchinhos. No último dia da festa, a comunidade dos frades recebeu cerca de uma centena de vizinhos, que vieram conhecer a realidade dos Capuchinhos e a vida religiosa. Toda a fraternidade participou da acolhida dos convidados, que chegaram em dois grupos e em momentos distintos: o primeiro, às 10h, e o segundo, às 11h45, intercalados por um concerto de cantos clássicos.

Após um bufê inicial, no jardim do convento, próximo da entrada da igreja, foi apresentado ao primeiro grupo a história dos Capuchinhos e da sua presença em Jerusalém, com suas diversas etapas: o projeto inicial dos frades que provinham do Líbano, a transformação do convento em cadeia, sob o domínio inglês, e em seguida em hospital psiquiátrico, a partir da proclamação do Estado de Israel, e, enfim, a recuperação da propriedade e do projeto inicial em fins dos anos de 1990. As muitas perguntas feitas pelos visitantes demonstraram sua grande curiosidade e seu vivo interesse.

Depois de ter entrado na igreja, falou-se sobre a vida de oração dos frades e das várias atividades, acadêmicas e pastorais, que são desenvolvidas em Israel. Os frades puderam assim descrever também a obra de Fr. Pierre Marie-Benoit, que – com a ajuda dos seus amigos e seus colaboradores judeus mais próximos – salvou mais de 4.000 pessoas durante o Holocausto. O frade capuchinho, pela sua coragem, foi incluído como “justo entre as nações” e a ele também foi dedicada uma árvore no famoso Museu do Holocausto, o Yad Vashem. Os frades também apresentaram o futuro projeto de um dia de estudo sobre a sua pessoa como religioso e sobre a atividade desenvolvida por ele, juntamente com seus amigos judeus, durante aquele difícil período da história.

O segundo grupo também foi recebido de maneira semelhante e com as mesmas explicações. Uma senhora idosa, completamente emocionada, aproximou-se de um dos frades dizendo: “Estou emocionada por ver com que respeito e dignidade vocês têm conservado a sinagoga do antigo hospital psiquiátrico”.

Foi realmente um belo momento de festa e partilha.

Em Jerusalém há uma comunidade internacional dos Frades Menores Capuchinhos dependente do Ministro Geral, onde os frades proporcionam acolhida aos frades capuchinhos que vão à Terra Santa para cursos de formação ou retiros espirituais.

Última modificação em Quinta, 04 Novembro 2021 21:11